+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

Vegetação do rio grande do norte

3

A Vegetação do rio grande do norte é marcada pelo fim da floresta tropical na área leste das terras brasileiras, por ser uma região que possui o clima semi árido podemos encontrar dois tipos de clima causando uma variedade de vegetação por ser uma área de transição.

Tal vegetação ocupa uma pequena porção do estado, marcando a separação entre a zona úmida e o sertão. Junto à costa, aparecem a vegetação litorânea e os manguezais .

Mas, na maior da parte do estado, o que predomina mesmo é a caatinga com destaque para a região do Seridó, onde suas espécies apresentam feições subdesérticas.

Cerrado: típica do Planalto Central brasileiro e de clima tropical semiúmido, é a segunda maior formação vegetal do Brasil. Apesar de sua paisagem ser composta por árvores baixas e retorcidas, é a vegetação com maior biodiversidade do planeta.

A vegetação do Rio Grande do Norte é esplêndida, diversificada e com certeza cheia de conteúdos e cores. É inegável seu conteúdo de rios, florestas e recursos naturais, que deve ser sempre valorizada e preservada.

Seus recursos variam de rios e lagos, regiões áridas à regiões vívidas e florestais, o estado definitivamente é bem rico mas as vezes é vítima de estragos como poluição a rios, erosão de solo e desmatamento, com tanto recurso natural essa região merece ser valorizada.

Então hoje entenderemos mais sobre a vegetação do Rio Grande do norte e tudo que a compõe, sua diversidade e sua beleza.

As informações sobre as áreas do estado

Sua grande variedade natural é imensa, o clima do estado é tropical em regiões litorâneas e oeste porém é semiárido na região central, possui relevos como planície em regiões litorânea, planalto no sul e depressões em grande parte do restante do território.

Sua vegetação é vívida e seu ponto mais alto fica na serra do Coqueiro, onde atinge até 868 metros de altura, pode ser encontrada algumas vegetações no estado como:

  • Mangue nos litorais
  • Caatinga ao oeste
  • Floresta tropical em partes próxima ao litoral

E além disso tudo, ele também tem como seus principais recursos naturais o tungstênio, calcário, berílio, mármore e gipsita.

As regiões com grande vegetação do Rio Grande do Norte

Como citado anteriormente, há diversas áreas incríveis no estado e, algumas informações sobre elas serão ditas começando pelo Mangue nos litorais.

Os mangues do extenso e belo litoral do Rio Grande do Norte, são áreas na qual são apresentados as riquezas da biodiversidade e do ecossistema de zonas potiguares tal como Curimataú-Cunhaú, Potengi, Ceará–Mirim, Nísia Floresta- Papeba-Guaraíra, Apodi-Mossoró, Açu e Guamaré-Galinhos.

Nessas áreas podem ser admiradas recursos como Árvores da família das rizoforáceas que fixa suas raízes nas águas, muitas espécies de aves como garças, socós, martins-pescadores, bem-te-vis e maçaricos além de bichinhos como caranguejos, sururus, siris, ostras e aratus.

Outra área igualmente importante é as Caatingas ao oeste, tendo um clima semiárido, caracterizado por altas temperaturas, com médias anuais entre 25ºC e 30ºC. O sistema de chuvas é complexo.

Durante poucos meses caem chuvas irregulares e alguns anos são mais chuvosos alternados irregularmente com anos de secas, além disso, há fauna é bastante diversificada, sendo representada por muitas espécies de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes, dentre outros.

Também há uma característica bem curiosa, caatinga significa mata branca, que faz uma breve referência à vegetação dessa região no período de seca, no qual as folhas são perdidas e ficam com um aspecto esbranquiçado.

Além disso, a vegetação do Rio Grande do Norte é marcada pelo fim da floresta tropical, tal vegetação essa que ocupa uma pequena porção do estado, separando a zona úmida e o sertão.

A grande variedade natural do estado

Além dessas áreas citadas até agora, definitivamente o estado tem muito mais a ofertar, como na costa potiguar, que há vegetação de dunas e restingas que se distribuem pelo litoral do estado apresentando algumas espécies de herbáceas e pequenos arbustos que são influenciados diretamente pela salinidade e também aos ventos intensos que há na região, além da vegetação litorânea também temos estuários dos rios que desembocam no Oceano Atlântico com os mangues como citado anteriormente. Também podemos encontrar

Cerrados ao inferior do continente junto aos tabuleiros costeiros se caracterizando como um arbusto isolado com galhos retorcidos e circundados por algumas espécies de gramíneas.
Florestas tropicais subcaducifólias junto às espécies da Mata Atlântica

Ficando claro como o estado é diverso e belo, essa diversidade não atente apenas aos fins ecológicos como também serve de admiração natural para viajantes turísticos e fotógrafos.

Então concluímos que…

De fato é um estado bastante diversificado, vimos seu conteúdo litoral, semiárido e tropical, além das espécies que os compõem, espero que tenham gostado e admirado assim como nós a diversidade da vegetação do Rio Grande do Norte.

Somente nos últimos anos é que os ambientalistas vêm se preocupando com esse ecossistema, que sofre vários danos ambientais causados pela plantação de soja e cana-de-açúcar e pela pecuária.

  • Pantanal: localizada no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, é considerada uma vegetação de transição, isto é, uma formação vegetal heterogênea composta por diferentes ecossistemas. Em determinadas épocas do ano, algumas porções de área são alagadas pelas cheias dos rios e é somente nas estiagens que a vegetação se desenvolve.
  • Campos sulinos: também conhecidos como “pampas” e característicos de clima subtropical, apresentam vegetação rasteira com a predominância de capins e gramíneas.
  • Mata de Araucária: com a predominância de pinheiros e localizada no estado do Paraná, é uma vegetação típica de clima subtropical. Sua cobertura original é quase inexistente em razão da intensa exploração de madeira para fabricação de móveis.
  • Mangues: é um tipo de vegetação de formação litorânea, caracterizado principalmente por abranger diversas vegetações, ocorrendo em áreas baixas e, logo, sujeito à ação das marés.
  • Caatinga: é uma vegetação típica de clima semiárido, localizada no Nordeste brasileiro. Possui plantas espinhosas e pobres em nutrientes. Nos últimos anos, vem sofrendo diversas agressões ambientais que causam empobrecimento do solo, dificultando mais ainda o desenvolvimento dessa região
  • vegetação xerófila
    O tipo de vegetação xerófila é facilmente encontrada nas vegetações do Rio Grande do Norte, é uma adaptação da natureza que permite que as plantas dessa categoria sobrevivem com menos água do que de costume.

esse tipo de vegetação é exclusiva do semi árido, abriga uma imensa biodiversidade que só existem nesse ambiente por isso é tão importante a preservação.

por ignorância as pessoas acham que as plantas estão mortas pela falta de chuva e acabam queimando biomas inteiros para fazer carvão vegetal, a conscientização é importante para os habitantes saibam que as plantas estão vivas e que essa aparência é apenas o seu modo de defesa.

Como diferenciar uma vegetação xerófila das demais

Em determinadas épocas do ano quando não se tem um fluxo de chuvas para manter a vida sustentável em meio ao semi árido esse tipo de vegetação larga algumas de suas folhas, ficam acinzentadas com a aparência de mortas possibilitando menos uso de água para manter suas folhas e coloração verde.

Isso também serve como meio de defesa contra ataques de animais que costumam se alimentar delas, por estar com uma aparência de montar os animais acabam as deixando em paz.

outros tipos de vegetação dessa espécie costumam expor espinhos logo depois de largar as folhas.

Essa vegetação é única e precisa ser preservada, pois não é algo que se pode encontrar em outros lugares do mundo.

Quero aprender mais sobre a vegetação do rio grande do norte!

Agora que você conhece um pouco mais sobre a vegetação do Rio Grande do norte, não perca a chance de aprender ainda mais através de nosso artigo sobre: Hidrografia do rio grande do norte.

Quero saber mais sobre Vegetação do Rio Grande do Norte!

Se você gostou de aprender um pouco sobre esse estado lindo e quer saber ainda mais sobre suas belezas, aproveite para ler nosso artigo sobre: Geografia e relevo do RN.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.