+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

Várzea – RN

0

Várzea é uma cidade no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), localizada na região de Agreste Potiguar.

Várzea – RN

Segundo o censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no IBGE em 2007, sua população é de 5.276 habitantes. A área do território é de cerca de 67,3 quilômetros quadrados.

História de Várzea

Nas terras banhadas em Rio Jacu e Riacho Várzea, os primeiros sinais de assentamento começaram no final do século XIX. Impulsionados pelo crescimento da agricultura e pecuária na cidade de Goianinha, o país anfitrião, os agricultores decidiram encontrar novas áreas de trabalho. A busca por novos territórios chegou à área próxima a Riacho Várzea no início do século XX, e através da instalação de locais, fazendas e casas começaram a explorar a área.

Este foi o começo da comunidade da Várzea criada por Ângelo Bezerra, uma comunidade nascida forte e impulsionada pela prosperidade agrícola e pelo bom desenvolvimento da pecuária. Na primeira metade deste século, as aldeias pertencentes à cidade de Goianinha mantiveram um crescimento gradual com base nas atividades rurais.

Em 20 de dezembro de 1959, de acordo com a Lei nº 2.586, a Várzea foi dissolvida de Goianinha e tornou-se uma cidade no Rio Grande do Norte.

A cidade de Várzea está localizada na região agreste do estado, a 84 quilômetros da capital, cobrindo uma área de cerca de 67,3 quilômetros quadrados e com 5.276 habitantes. Em termos de cultura, Várzea fortaleceu a biblioteca pública Ângelo Bezerra e forneceu à comunidade um grande número de livros. O artesanato local é usado principalmente para fazer malas e tapetes de tequila.

Cultura

As vaquejadas de Várzea são famosas em todo o estado, sempre ocorrem no extinto Parque Municipal de San Pedro. Um grande número de praticantes de vários estados brasileiros chega. Às vezes esse evento dura vários dias Disputa.

O desempenho popular do Bumba-meu-boi e Pastoril continua a existir na vida urbana, especialmente em agosto, quando é realizada a Semana Municipal da Cultura, geralmente realizada na última semana de cada mês, que inclui uma ampla gama de cultura e esportes planejados. Note-se que a estrutura da festa (palco, som, luzes) é bastante grande e existem várias expressões culturais, incluindo as de outros estados. Essa é uma das épocas em que a Fundação José Augusto, capital cultural Potiguar, acredita que a cidade atrai mais turistas. Em 29 de junho, no Festival de São Pedro, o padroeiro da cidade, as pessoas realizaram muitos grandes eventos e realizaram atividades religiosas ferozes.

Gostou da matéria?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.