+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

Parazinho – RN

0

Parazinho é uma cidade no estado do Rio Grande do Norte no Brasil. Segundo estimativas do IBGE, a área é de 258.025 quilômetros quadrados, a população é de 5.201 habitantes

Parazinho – RN

a densidade populacional é de 17,64 habitantes / km².

História de Parazinho

A vila nasceu em uma fazenda simples, construída em terra seca e com difícil acesso à água, mas localizada em uma área de grande produção de algodão, o centro de convergência de Serra Verde. Graças à alta produção de algodão da região, liderada pelo dinâmico líder João Severiano da Câmara, o território começou a crescer com o grande número de pessoas que vieram até lá e transformaram a vila em campo mercantilista, centro de negócios e escritório de comércio, um local que apanhava e enviava algodão para a sede municípios. Em 1930, a vila de Parazinho já possuía a infraestrutura de um poço, uma capela, uma escola e mais de 500 habitantes. O comércio tornou-se mais intenso e já possuía armazéns, lojas e organização de feiras populares.

No entanto, há outra opinião histórica, reconstruída pelos ex-moradores de João Câmara e da região, no discurso que o conhecimento popular diz que as famílias vieram do exército holandês do deserto, que durante o domínio holandês se uniu aos nativos – índios, descendentes de portugueses e franceses – e depois disso, quando o exército holandês foi expulso por Portugal, a perseguição religiosa da Igreja Católica contra os holandeses (os holandeses eram principalmente calvinistas), que formaram uma família e forçaram o Rio Grande do Norte, sua casa forçou os holandeses a entrar no país, deixando a região de cana de açúcar do Ferreiro Torto, Cunhaú, Uruaçu, Extremoz e Guaraíras.

Famílias que se mudaram para o interior

Uma das famílias era a família holandesa de Utrecht, por motivos de segurança, adotou o nome de sobrenome ibérico Dutra (Apogugesa) Mais. Devido ao casamento, os descendentes de Dutra são Bezerra, Freitas, Avelino, Barbosa. Espalhados por todas as partes do estado, como moradores de favelas, fazendeiros de algodão e agave construíram casas em madeira (argila e madeira) no centro de Exa Suzhou Parazinho, chegando a Avelino e Bezerra de Freitas na Baixa Verde. Chamuscado, resolvido e limão. Em 8 de maio de 1962, através da Lei nº 2753, Parazinho foi dissolvido da Baixa Verde (hoje João Câmara) e se tornou um município.

Gostou da matéria?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.