+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

Ouro Branco – RN

0

Ouro Branco é uma cidade no estado do Rio Grande do Norte (Brasil) na região de Seridó. Segundo o censo de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, ouro Branco possui uma população de 4.699 habitantes.

Ouro Branco

Ainda segundo o IBGE, a população estimada em 2016 era de 253 quilômetros quadrados e a população era de 4877.

História de Ouro Branco – RN

O Ouro Branco foi fundado em 1905 por Cirilo de Souza (conhecido como “Velho do Poção”) e Manoel Correia do Cobiçado. Seu reconhecimento oficial foi a instalação da primeira feira co-organizada pelos dois fundadores, a saber, o Povoado do Espírito Santo e Ouro Branco. A cidade do Espírito Santo foi instalada pelo coronel. O presidente da Autoridade Municipal de Jardim do Seridó, Felinto Elísio de Oliveira Azevedo, a vila está ligada a ela tanto política quanto administrativamente.

Em 1920, o nome foi alterado de “Espírito Santo” para “Ouro Branco”, sinônimo literário de algodão mocó, em virtude de o cultivo de algodão da época estar relacionado à economia municipal. A lei para mudar o nome da vila é a Lei nº 43, de 10 de maio de 1920, formulada por Heráclio Pires Fernandes, presidente em tempo integral do Jardim do Seridó. Entre 1944 e 1948, a vila foi renomeada novamente, motivada pelo poeta Manoel Felipe da Costa Filho, que usou seus poemas para comparar algodão e mannan cru, daí o nome “Manairama”. Em 23 de dezembro de 1948, de acordo com a Lei nº 146, o nome “Ouro Branco” foi devolvido.

De acordo com o Decreto Estadual nº 726, de 11 de setembro de 1934, assinado pelo intervencionista federal Mário Câmara, a vila foi promovida a distrito administrativo pelo prefeito. Em 21 de novembro de 1953, a cidade tornou-se libertadora política (anteriormente pertencente ao município de Jardim do Seridó) .Com o apoio do então vice-primeiro-ministro estadual João Luiz, Luiz Basílio era um dos principais mediadores do processo de libertação política de Ouro Branco. Guimarães, apoiador do projeto que criou o governo municipal, encontrou oposição na Assembléia Legislativa e solicitou a aprovação do projeto.

Dr. Francisco Lucena de Araújo Filho-Araújo

O médico, ex-prefeito, ex-vereador, atual vice-prefeito da cidade, exclamou na primeira parte do primeiro parágrafo do prefácio do livro “Ouro Branco: de 1722 a 1954” [7] Ah! Se eu pudesse falar a língua dos anjos para recitar no cume da Serra do Poção, a bela cidade de Ouro Branco era considerada uma homenagem a todos os que fizeram nossa história. Nos livros acima, o escritor brasileiro José Fabrício de Lucena conta a história da mitologia Ouro Branco, que não tem mitologia .

Gostou da matéria?

Compartilhe

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.