+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

O rio seridó

0
O rio seridó
O rio seridó

O Rio Seridó é um grande rio que banha os estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba, sendo a principal sub-bacia integrante da bacia hidrográfica do Piranhas-Açu.

O Rio Seridó é uma grande fonte de renda para muitas famílias, mas a grande poluição das águas estão acabando com isso, outro grande problema que está afetando diretamente o rio Seridó é a desertificação da área.

A desertificação no Seridó do Rio Grande do Norte é um problema que vem crescendo nos últimos anos, o Seridó corre o risco de se transformar em deserto. A afirmação pode parecer alarmista, mas um estudo recente, coordenado pela Agência de Desenvolvimento do Seridó, atesta que toda a região, cerca de um quarto da superfície do Estado enfrenta um grau avançado de desertificação.

Quais os esforços para conter a poluição nos rios do rio grande do norte?
Por quase uma década foi feito um plano de recuperação da sub-bacia hidrográfica do leito do Rio Pitimbu mas esse projeto também se estendeu para outros rios que tem grande influência dentro do Rio Grande do Norte incluindo o rio Seridó.

No entanto, após diversas audiências públicas nada saiu do papel. Na Lagoa de Extremoz, também na Grande Natal, a situação também é difícil.

quais são os riscos da poluição desses rios?

O rio seridó
O rio seridó

Hoje, por causa dos danos aos biomas aquáticos, quem vive no Estado está sujeito a doenças como infecções, por causa de rios com águas contaminadas como o Jaguaribe, ou problemas de pele durante um banho numa praia imprópria da Capital. Em açudes, se não houver o devido cuidado com poluentes como esgotos e fertilizantes, a oferta de nutrientes aumenta a proliferação de algas, que contaminam a água com toxinas que podem causar enjoos e até insuficiência hepática em quem a consome.

A poluição do rio Seridó fez que fosse comum achar tartarugas mortas na praia, somente este ano já foram cerca de 40, segundo a ONG Guajiru, quanto ouvir pescadores reclamando do desaparecimento de peixes e no quanto isso influencia no sustento de famílias inteiras.

Aliás, especialistas apontam que o caranguejo-uçá pode desaparecer em algumas décadas, assim como o tubarão-lixa e o peixe neón. No entanto, medidas como a criação de comitês de Bacias Hidrográficas, a ampliação da oferta da rede de esgotamento sanitário e alternativas como o turismo ecológico em rios podem ser os caminhos para solucionar o problema da poluição nos biomas aquáticos na Paraíba e no Rio Grande do Norte.

Como vai o avanço da desertificação do Seridó?

O rio seridó

Mesmo apresentando uma melhora, na análise de variação da cobertura vegetal neste período, dos 32 municípios que compõem o Núcleo do Seridó, percebeu-se que alguns deles apresentaram uma perda de vegetação considerável (variando de 50% a 100%). Sendo eles: Caicó, Currais Novos, Frei Martinho, Picuí, Nova Palmeira, Pedra Lavrada e Juazeirinho.

No Núcleo dos Cariris paraibanos, as informações referentes a 1990 evidenciaram que, de todo o território, cerca de 5%.

  • Caicó
  • Currais Novos
  • Frei Martinho
  • Picuí
  • Nova Palmeira
  • Pedra Lavrada
  • Juazeirinho

Representava a área de solos expostos naquela década. Já em 2016, os dados demostram que a mesma variável apresentou apenas 0,2% (18,93 km2) de solos expostos. Desse modo, nota-se que também houve diminuição da área de solos expostos nos Cariris.

Quero conhecer mais sobre o rio seridó!

Quem visita o Rio Grande do Norte consegue ver de perto todas as belezas do estado, escutar a passagem da historia e conhecer toda a cultura fascinante do estado, você pode visitar e ter essa experiencia.

Mas se ainda não chegou o momento de viajar e você quer continuar aprendendo, não perca a oportunidade de ler também nosso artigo sobre: Praias de Natal rio grande do norte.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.