+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

O rio Curimataú

0

O rio Curimataú é um curso de água que banha os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, no Brasil. Esse rio sofre com constantes períodos de estiagem na região, além disso a poluição de suas nascentes são um grande problema para a vida que suas águas possui.

O rio Curimataú
O rio Curimataú

A experiência de ocupação dos ambientes são sempre escolhidos pela hidrografia. Marcada pela presença humana, seja na monocultura canavieira ou nas fazendas de gado que, ao longo do tempo foram instaladas às margens, dos rios, riachos e lagoas que estão localizadas no Litoral, Agreste, Brejo, Borborema, Cariri, Curimataú e Sertão da Paraíba.

Portanto, os rios do RN e da Paraíba são conhecidos como “caminhos naturais” de penetração populacional e formação do emaranhado territorial que forjou a economia e transporte do RN em um espaço de relações socioeconômicas e culturais a partir dos ambientes identificados como ribeira.

Espetacular. Certamente esse é um dos adjetivos que facilmente descrevem o Rio curimataú. O rio Curimataú guarda riquezas naturais e culturais capazes de impressionar qualquer viajante, indo muito além dos famosos passeios de catamarã pelas águas do rio entorno de Natal. O estado tem atrações de todos os tipos, no litoral e no interior, ainda coroadas com a simpatia potiguar e a deliciosa gastronomia local.

Embora haja lugares especiais pelo estado todo, não dá para abrir mão do luxo de ter um lindo passeio de catamarã pelo rio Curimataú como ponto de partida paras suas ferias em familia.

Não é à toa que tantos estrangeiros desembarcam ali todos os anos, e muitos até ficam, tamanha é a beleza de Natal. A dica é iniciar a viagem com um city tour pela cidade, visitando lugares como a praia e o mercado da Redinha, o Forte dos Reis Magos e as praias do Forte, Artistas e Areia Preta.

Em seguida, a pedida é conhecer o Parque das Dunas, a maior reserva de Mata Atlântica original em um parque urbano no país. Para a noite, vale degustar um prato típico potiguar, como o camarão, e curtir o Beco da Lama, uma rua em que a boemia impera entre painéis grafitados com temas locais.

Influência da ocupação humana na bacia hidrográfica no Rio Curimataú?

A ocupação humana vem trazendo grandes problemas para o meio ambiente, na Paraíba não foi diferente, a experiência de ocupação dos ambientes permeados pela hidrografia, foi marcada pela presença desastrosa dos humanos, seja na monocultura canavieira ou nas fazendas de gado. Onde as fazendas eram instaladas?

  • Rios
  • Riachos
  • Lagoas

O território das águas e das terras do entorno da bacia hidrográfica do rio Curimataú guarda em sua forma, função e estrutura, as marcas históricas pela sua ocupação descontrolada e sem planejamento.

Nesse sentido, o rio Curimataú aparece como base para formação de grandes cidades localizadas no RN, seu processo de ocupação permite analisarmos os processos técnicos de ocupação e uso do território da bacia hidrográfica. Assim, o rio como um território em que a água em seus períodos de cheias e de intermitência pode interferir nos desenhos, arranjos e relações territoriais.

Quais o municípios beneficiados com as águas do rio Curimataú?

A Bacia Hidrográfica do Rio Curimataú na Paraíba abrange os municípios de Barra de Santa Rosa, Damião, Casserengue, Cacimba de Dentro, Solânea, Bananeiras, Dona Inês, alto curso, Tacima, Belém, Caiçara e Logradouro,médio curso, todos esses municípios inseridos no mapa da seca.

Mas o rio ultrapassa o limite interestadual, e no Rio Grande do Norte ele deságua na divisa dos municípios de Canguaretama com Baia Formosa, na praia de Barra do Cunhaú.

Como é a vida de quem moras nas margens do Rio Curimataú?

Passando de barco pelas margens observamos como está ambientalmente o rio e como a população interage com o mesmo, um ponto importante das expedições foi a observação e análise na ponte de Cachoeira (próximo á comunidade Cachoeira)

Pertencente ao município de Tacima-PB, pois lá se encontra o Leito do Rio Curimataú, este local é importante pois é o principal leito que vem do sentido das principais vertentes que alimentam com água o referido rio.

Desta forma podemos observar que alguns fatores relacionados com os processos de mudanças causadas pelo homem e naturais da área está cada vez mais triste. Neste curso a largura do vale o rio está extremamente poluído e com a fauna e flora muito danificada com pouca chance de recuperação.

Existem cuidado com a preservação do Rio Curimataú?

Além da beleza, é importante ressaltar os cuidados que devem ser tomados pelos visitantes para que a preservação da natureza seja mantida. Biólogos e educadores ambientais estão sempre tomando cuidados para mandar o rio Curimataú e os outros rios do Rio Grande do Norte devidamente protegidos.

A educadora Ambiental do Parque Zoobotânico Arruda Câmera, em João Pessoa, frisou que é imprescindível se educar ambientalmente ao visitar esses locais: “Todos têm que ter a mesma oportunidade de visitar futuramente esses lugares, por isso que é preciso manter a preservação, sempre removendo todas as evidências de que alguém passou por ali. É preciso apagar todas as marcas deixadas, tudo que possa descaracterizar aquele local, todo tipo de lixo”.

Como os rios do Rio Grande do Norte são conhecidos?

O rio Curimataú é um curso de água que banha os estado da Paraíba e do Rio Grande do Norte, no Brasil. Esse rio sofre com constantes períodos de estiagem na região, além disso a poluição de suas nascentes são um grande problema para a vida que suas águas possui.

O rio Curimataú
O rio Curimataú

A experiência de ocupação dos ambientes são sempre escolhidos pela hidrografia. Marcada pela presença humana, seja na monocultura canavieira ou nas fazendas de gado que, ao longo do tempo foram instaladas às margens, dos rios, riachos e lagoas que estão localizadas no Litoral, Agreste, Brejo, Borborema, Cariri, Curimataú e Sertão da Paraíba.

Portanto, os rios do Rio grande do Norte e da Paraíba são conhecidos como “caminhos naturais” de penetração populacional e formação do emaranhado territorial que forjou a economia e transporte do RN em um espaço de relações socioeconômicas e culturais a partir dos ambientes identificados como ribeira.

Influência da ocupação humana na bacia hidrográfica no Rio Curimataú?
A ocupação humana vem trazendo grandes problemas para o meio ambiente, na Paraíba não foi diferente, a experiência de ocupação dos ambientes permeados pela hidrografia, foi marcada pela presença desastrosa dos humanos, seja na monocultura canavieira ou nas fazendas de gado. Onde as fazendas eram instaladas?

  • Rios
  • Riachos
  • Lagoas

O território das águas e das terras do entorno da bacia hidrográfica do rio Curimataú guarda em sua forma, função e estrutura, as marcas históricas pela sua ocupação descontrolada e sem planejamento.

Nesse sentido, o rio Curimataú aparece como base para formação de grandes cidades localizadas no RN, seu processo de ocupação permite analisarmos os processos técnicos de ocupação e uso do território da bacia hidrográfica. Assim, o rio como um território em que a água em seus períodos de cheias e de intermitência pode interferir nos desenhos, arranjos e relações territoriais.

Quais o municípios beneficiados com as águas do rio Curimataú?

A Bacia Hidrográfica do Rio Curimataú na Paraíba abrange os municípios de Barra de Santa Rosa, Damião, Casserengue, Cacimba de Dentro, Solânea, Bananeiras, Dona Inês, alto curso, Tacima, Belém, Caiçara e Logradouro,médio curso, todos esses municípios inseridos no mapa da seca. Mas o rio ultrapassa o limite interestadual, e no Rio Grande do Norte ele deságua na divisa dos municípios de Canguaretama com Baia Formosa, na praia de Barra do Cunhaú.

Como é a vida de quem moras nas margens do Rio Curimataú?

O rio Curimataú
O rio Curimataú

Passando de barco pelas margens observamos como está ambientalmente o rio e como a população interage com o mesmo, um ponto importante das expedições foi a observação e análise na ponte de Cachoeira (próximo á comunidade Cachoeira) pertencente ao município de Tacima-PB, pois lá se encontra o Leito do Rio Curimataú, este local é importante pois é o principal leito que vem do sentido das principais vertentes que alimentam com água o referido rio.

Desta forma podemos observar que alguns fatores relacionados com os processos de mudanças causadas pelo homem e naturais da área está cada vez mais triste. Neste curso a largura do vale o rio está extremamente poluído e com a fauna e flora muito danificada com pouca chance de recuperação.

o que é Barra de Cunhaú?

Desconhecida até pouco tempo, o vilarejo de Barra de Cunhaú vem recebendo mais visitantes a cada ano em virtude de sua tranquilidade e da beleza do lugar. Uma parte da praia é reconhecida como santuário ecológico das tartarugas marinhas.

A chegada nessa tranquila vila de pescadores é um verdadeiro espetáculo paradisíaco que se mostra aos olhos dos visitantes, um grande estuário de águas calmas dos rios Curimatau e Cunhaú, mar forte que se encontra na barra em frente a vila e vista sobre as espetaculares dunas e grupos de coqueiros.

O rio Curimataú
O rio Curimataú

A vila de Cunhaú existe desde uma época remota, primeiramente ocupada pelo povo tupi, em seguida pelos colonizadores portugueses, holandeses e franceses. Um fortim havia sido construído em 1550.

A página mais sombria de sua história foi o massacre de 1645 de uma parte da população de Cunhaú. Desde 2007, o 3 de outubro foi declarado como um feriado em memória desses mátires e dos do rio Uruaçu.

O que é ilha da Restinga?

Localizada no estuário do Rio Paraíba do Norte, com uma área de 540 hectares, a Ilha da Restinga é uma das grandes surpresas para os que visitam e moram na Grande João Pessoa.

O local oferece trilhas que atravessam a vegetação, passa por lagoas e mangues e proporciona ao aventureiro mais atento uma interessante e inesquecível aula de biologia em meio a um dos mais preservados recantos do estado.

E adivinha qual rio que corta a ilha da Restinga? isso mesmo o rio Curimataú, você pode fazer um passeio pelo rio e dar uma parada na ilha para conhecer mais sobre a Biologia do lugar e conhecer um pouco da cultura local.

Esperamos que com este artigo você tenha ficado por dentro de como é a ida para o rio Curimataú, despertando em você a curiosidade para conhecer esse rio tão abençoado e importante para a região em que se encontra, lembrando que ele não é apenas fonte de renda paras as pessoas que moram as suas margens, o rio mostra como um povo pode se adaptar e viver em lugares onde a vida muda constantemente.

Quero conhecer mais sobre o rio Curimataú!

Aprender sobre a natureza e a historia do Brasil é sempre uma aventura uma vez que nosso pais é cheio de marcos históricos e paisagens de tirar o folego que você precisa conhecer e entender a importância.

Se você quer aprender ainda mais sobre cultura, economia, desenvolvimento urbano, natureza e turismo então você veio ao lugar certo, aproveite esta oportunidade para continuar aprendendo cada vez mais sobre o que o RN tem a oferecer, leia nosso artigo sobre: A seca no Rio Grande do Norte.

O rio Curimataú e muito mais!

Se você gostou de conhecer um pouco mais sobre a região do RN e quer saber quais outras belezas o estado tem a oferecer, aproveite para ler nosso artigo sobre: Férias em Natal: 4 dicas para conhecer a Cidade do Sol.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.