+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

O rio Ceará-mirim

0
O rio Ceará-mirim
O rio Ceará-mirim

O rio Ceará-mirim é um dos mais famosos no RN, Em decorrência da presença do povo tupi na região do Mato Grande, o rio que nasce na serra de Santa Rosa, localizada no município de Lages, recebeu a denominação de Baquipe, que significa Rio Pequeno.

O rio, ao contrário do que grande parte da população do município de Ceará Mirim pensa, não tem origem em uma nascente permanente.

Suas águas se avolumam à medida que as chuvas, escassas na região do Cabugi, escoam pelos paredões da Serra de Santa Rosa, enegrecendo as pedras que testemunham a origem da vida de um recurso natural que representa a alegria de famílias de agricultores. Outras serras contribuem, em menor grau de importância, para o “nascer” do Baquipe, como as serras do Feiticeiro, Maniçoba e Bonfim.

Qual a importância do rio Ceará-Mirim?

O rio Ceará-mirim
O rio Ceará-mirim

A fartura e alegria trazidas pelas águas, no entanto, também ocasionam o paradoxo do Ceará-Mirim. As constantes inundações, ocorridas freqüentemente no grande vale, trazem destruição e consternação para famílias de agricultores que nele produzem e dele retiram seus víveres. Essas ricas terras se estendem desde Taipu, município onde a calha do seu leito se alarga e passa a formar o vale.

Quais as cidades que esse rio beneficia? logo abaixo deixaremos uma pequena lista para que você fique por dentro das cidades que sobrevivem desse rio, e como o rio Ceará-Mirim beneficiar os moradores de lá.

  • João Câmara
  • Poço Branco
  • Bento Fernandes
  • Taipu
  • Ceará-Mirim
  • Extremoz

No município de Pedra Preta recebe o nome de Rio Salgado ou Salgadinho, em decorrência do gosto insalubre das águas que permanecem sob seu leito seco, e que, em tempos de estiagem, surgem com facilidade a centímetros da superfície da terra, tão logo agricultores a escavam com mãos e “ferros”. Em tempos de chuvas o líquido precioso corre sobre um estreito leito, origem do diminutivo de seu nome. Nos períodos de inverno farto, suas águas fazem a alegria das populações de outras cidades citadas a cima.

Qual a descrição da cidade Ceará-Mirim?

O rio Ceará-mirim
O rio Ceará-mirim

A cidade de Ceará Mirim é a mais atingida pelas constantes inundações, que decorrem, também, da ação humana. As plantações de cana-de-açúcar em vastas áreas, sem qualquer controle ambiental, degradou a mata ciliar e atlântica, provocando o assoreamento do leito do rio e a poluição de suas águas, processo que continua, na atualidade, provocado pela cultura do mamão. Além disso, o estuário do rio vem sendo gradativamente poluído pela instituição de outras atividades econômicas, em particular a criação de camarão em cativeiro.

Contudo, o Ceará Mirim resiste às condições adversas, recebendo águas dos seus principais afluentes: Maceió (Diamante) e o Água Azul. Este “flui paralelamente ao Rio Ceará Mirim, no próprio vale, ao longo de mais de vinte quilômetros, como que relatasse a juntar-se ao coletor”.

Citado por autores como Nilo Pereira e Júlio Gomes de Sena, o Água Azul, mais conhecido pela população ceara mirinense por Rio Nascença (em conseqüência de suas fontes se localizarem na Fazenda Nascença) é o principal responsável pela perenidade do Ceará Mirim nas terras da cidade do mesmo nome.

Quero conhecer mais sobre o rio Ceará-mirim!

Aprender um pouco sobre as belezas do Rio Grande do Norte é sempre uma aventura, esse estado é rico não apenas em historia e cultura mas também em belezas naturais de tirar o folego que você precisa conhecer.

Se você gostou de aprender um pouco e quer continuar aprendendo sobre cultura, geografia, historia, turismo e economia, não perca a oportunidade de ler nossos outros artigos e conhecer cada vez mais sobre esse estado fascinante, nossa indicação para hoje é conhecer um pouco mais sobre o: O rio piranhas-açu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.