+Natal RN - O Guia Comercial do Rio Grande do Norte
Vamos conhecer um pouco da nossa cidade?

Florânia – RN

0

Florânia é uma cidade no estado do Rio Grande do Norte (Brasil). Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sua população é de 9.116 em 2019.

Florânia – RN

A área territorial é de 504 km².

História do município

O acordo começou logo após o início da inauguração da Igreja de São Sebastian. A Capela Sagrada foi construída e inaugurada pelos peregrinos em 1886. Economicamente falando, esta é a rota comercial e a pecuária.

No desenvolvimento da comuna, houve a influência étnica e cultural de imigrantes italianos, novos judeus cristãos, africanos e portugueses, como em quase todas as cidades do estado. Possui um rico patrimônio histórico e religioso que aparece em ícones como a cruz do mártir José Leão, Monte de Nossa Senhora das Graças e Igreja Matriz de São Sebastião, um grande atrativo natural: Mirante do Cajueiro, Cachoeiras dos Tanques e Pau do Oco. Você também pode encontrar vestígios de homem da pré-história (pinturas rupestres de Capim Açu e Chã Preta) e achados de cerâmica dos índios Tupi que viviam nessa região antes da colonização.

Em 1865, a pequena cidade originalmente chamada Roçado Urubu foi renomeada Flores de Vassaurubu e, em 11 de agosto de 1873, a Lei nº 8 estabeleceu a Zona de Paz. 684, mais tarde conhecido como Povoado de Flores. O nome da população de Flores está diretamente relacionado à paisagem de várzea cheia de Mofumbais e de suas flores perfumadas e, juntamente com outras plantas, forma-se uma bela planta verde colorida. O governo municipal de Flores foi estabelecido em conformidade com o Decreto nº 16. Em 20 de outubro de 1930, o 62º vice-governador de El Salvador, Pedro Velho d’Albuquerque Maranhão, separou seu território de Acari e o instalou em 24 de janeiro de 1937.

Dezembro de 1943

Substituindo o nome tradicional Flores. A mudança ocorreu devido a regulamentos federais que exigem que não haja duas ou mais cidades com o mesmo nome. Flores já era o nome das cidades dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Sul, cujas datas de emancipação precederam os dias de Florânia. Nestor de Lima propôs uma mudança de nome para Florânia. Integrou o território da comuna de Florânia, São Vicente, em divisão na Lei nº. 1030, de 11 de dezembro de 1953. na administração do prefeito Manoel Emídio Filho, e Ten. Laurentino Cruz, criado pelo Pe. Sinval Laurentino na década de 70, desmembrado através da Lei n. 6450, de 16 de julho de 1993, quando era prefeita de Florânia, Sra. Jandira Alves de Medeiros, esposa do Padre Sinval Laurentino.

Gostou da matéria ?

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.